sábado, 2 de janeiro de 2016

Luis Gabriel um grande dirigente desportivo injustiçado



Luis Gabriel Andrade Rodrigues o presidente do santacruzense vê o seu bom trabalho à frente do clube ser contestado por quem mais deveria estar do seu lado: Os adeptos do clube.Mas enfim.! Surgem sempre os "velhos do Restelo"

Acusações fazem ‘patinar’ o Santacruzense

Polémica em torno do uso de dinheiros refutada pela direcção do Clube

O Sporting Clube Santacruzense contesta as críticas que envolvem a Secção de Patinagem Artística da colectividade, acusada de não passar recibo das mensalidades pagas e de desviar o apoio público que financia a respectiva secção para outras modalidades.
A denúncia das alegadas irregularidades praticadas chegaram ao nosso conhecimento dias antes do espectáculo, que já este mês, marcou o encerramento da presente época de patinagem artística.
A coberto do anonimato, um encarregado de educação ‘apontou o dedo’ à Secção de Patinagem Artística, que movimenta cerca de meia centena de atletas que pagam mensalidade para o efeito – entre 20 a 25 euros + IVA -, mas em troca “não passam recibo” e “recusam-se ostensivamente a abordar este assunto”, acusou. “Feitas as contas, no total do ano, temos um valor aproximado de 13 mil euros livres de impostos”, concluiu.
Sem saber para onde vai esse dinheiro, diz estar-se perante uma situação “que é ilegal e não dignifica o clube e as pessoas que o gerem”.
A acusação vai mais longe ao levantar também suspeitas sobre os montantes canalizados pelo erário público. Com base nas regras para o financiamento dos clubes regionais e das suas modalidades, sustenta que por cada atleta inscrito na Secção de Patinagem do Santacruzense “o clube recebe um valor monetário considerável”. Assegura contudo que na patinagem artística é praticamente garantido que “o clube não gasta um euro”, concluindo por isso que a modalidade serve para “desviar dinheiro dessa secção para apoiar outras modalidades”. Face aos argumentos expostos, interroga-se “por que razão é que têm de ser os pais a suportar todos os custos da patinagem artística?”. Mais ainda quando “o clube não paga nem participa sequer nas inscrições para provas regionais ou nacionais. Nem sequer ajuda no seguro anual”, refere. O mesmo em relação aos equipamentos, ao assegurar que tanto os de treino como os oficiais e obrigatórios, “com publicidade do clube, é pago na íntegra pelos pais”. Conclui por isso estar-se perante um “pa(i)trocínio”.
Luís Gabriel desmente contestatário
n Confrontado com o teor das críticas e acusações, Luís Gabriel, o presidente da direcção do Santacruzense, garantiu que “passa recibo dos donativos pagos, bastando para tal dirigirem-se aos serviços da Secretaria do clube”. Quanto aos apoios públicos que o Clube recebe, assegura que “são apresentados no seu relatório anual de contas em assembleia geral e colocados na plataforma do Desporto da DRJD”.
Contrariando a acusação, o ex-autarca garante que são muitas as despesas anuais com a modalidade. Desde a dupla inscrição anual, na Associação e na Federação, acrescida da inscrição de todos os atletas que participam nos campeonatos nacionais e do seu transporte terrestre no Continente nas deslocações para os campeonatos nacionais.
Luís Gabriel, que é pai da responsável pela Secção de Patinagem Artística, inclui ainda no rol de despesas a organização de uma prova de testes e torneio Cidade de Santa Cruz, com despesas de três juízes vindos do continente (viagem, estadia e alimentação), som, e prémios para os participantes, e os custos inerentes ao transporte realizado na Bélgica, onde o clube participou na primeira prova internacional.
A pesar na ‘factura’ estão também os custos com o equipamento de som, técnicos, luzes nos três festivais organizados pelo clube (Março, Julho e Dezembro) e o material de promoção (flyers, cartazes, roll-ups, lonas publicitárias, etc.).
Sobre os fatos de treino, esclareceu que “os mesmos são propriedade dos atletas, não possuindo nem publicidade, nem logótipo do Clube”, concluiu. (dn/assinantes)
O Clã do dono da Madeira

Menina Sofia e seu esposo, o nosso ilustre!

3 comentários:

  1. Essas três que acompanham o Sousa são todas filhas dele?

    ResponderEliminar
  2. A mais bonita é a morena. Jeitosa! As outras duas parecem ser irmãs, pois até estão de braço dado. Ou serão mãe e filha?!

    ResponderEliminar