sexta-feira, 15 de abril de 2016

Coelho foi ao museu de imprensa em Câmara de Lobos, falar da falta de liberdade de imprensa e de expressão na Madeira

“Tribunais são os maiores inimigos da liberdade de expressão”

Numa visita realizada hoje à exposição 'Jornais da Autonomia-40 anos/40 jornais', patente no Museu de Imprensa da Madeira, em Câmara de Lobos, o PTP considerou que “os tribunais madeirenses são os maiores inimigos da liberdade de imprensa e da liberdade de expressão”.José Manuel Coelho, líder do partido trabalhista, afimou que uma das causas do desaparecimento dos jornais na Madeira deve-se ao facto dos tribunais fazerem “o papel da PIDE e o papel da censura, aplicando multas aos editores e aos jornalistas que escrevem fora do situacionismo”. Referiu também que é uma testemunha disso, uma vez que foi director do Jornal Garajau, “que praticamente foi extinto pela perseguição dos tribunais”.“Aqui na Madeira os jornais que não sejam situacionistas têm de ser clandestinos”, sublinhou Coelho, frisando que “existe menos liberdade de imprensa do que no tempo de Salazar”.“Ontem, numa entrevista a um Diário situacionista da Região Autónoma da Madeira, o jornalista Daniel Oliveira dizia que não é saudável que o PSD esteja a governar há mais de 40 anos na R.A.M. Mas aqui está explicada a longevidade do PSD na Madeira, não só pelo fenómeno do caciquismo, como pelo fenómeno da falta de liberdade de imprensa”, acrescentou. (dnoticias.pt)





 Coelho escuta explicações do director do museu de Imprensa, Lourênço Freitas acerca do funcionamento de uma antiga máquina de impressão.


 Exposição de jornais nascidos após a conquista da Autonomia política da Madeira.Foram cerca de 42 jornais em 4o anos




 Lourênço Freitas e Quintino Costa do PTP
 Máquina da antiga casa Pathé usada para imprimir cadernos escolares

1 comentário:

  1. Chico o futuro candidato independente entre aspas do PTP.M

    ResponderEliminar